Destaques CDL
Fique por dentro da CDL Caxias

– Enviado em 03/05/2018

Março encerra mês com alta de 5,99%

O impulso no setor ocorreu por conta da Páscoa

 

O Termômetro de Vendas de março de 2018 da CDL Caxias do Sul, foi apresentado nesta quinta-feira (03/05) à tarde, na CIC Caxias, e lançou as informações da economia do município durante este período. Na oportunidade, o novo layout do Termômetro de Vendas, que passa a vigorar neste mês, foi apresentado à imprensa, aos representantes da CIC e aos que estavam presentes na coletiva. Mais digital, leve e prático, o resumo de vendas terá como função principal informar a comunidade de forma simples, para que todos possam aplicar os dados apresentados dentro de cada negócio e, assim, compreender de fato o mercado caxiense e seus expoentes. Além disso, o Termômetro de Vendas agora também conta com um logotipo e design próprios, tornando-se assim uma marca da CDL Caxias, que pode ser consultada de forma gratuita por associados, empresários e comunidade em geral de forma dinâmica e simplificada.

Para o diretor de Pesquisa, Informação e TI da CDL Caxias, Ricardo Regal Comandulli, por enquanto as mudanças no resumo de vendas poderão ser mais facilmente percebidas no layout diferenciado, entretanto a ideia é expandir as melhorias nos mais variados aspectos. “O Núcleo de Pesquisa, Tecnologia e Informação vem mudando seu formato já há algum tempo, principalmente no que diz respeito a aperfeiçoamentos tecnológicos. Atualmente, a entidade vem voltando seus olhos também para o setor de pesquisas e a ideia é de que em algum tempo as mudanças se tornem mais profundas. O objetivo é viabilizar o cruzamento de dados nas áreas de inadimplência e indicadores de consumo, por exemplo, para que os dados divulgados sejam muito mais atraentes para os associados e ao mercado como um todo”, explica.

O diretor Comandulli também ressalta que o propósito das mudanças adotados vão além. “Estamos trabalhando para prestar ao associado da CDL Caxias e mercado em geral informações de qualidade, além de adequarmos a linguagem econômica para sermos mais claros e objetivos na visualização dos resultados”, finaliza.

 

Indicadores de Março/2018

 

O comércio caxiense encerrou o mês de março com alta de 5,99% em relação a fevereiro de 2018. Conforme o assessor de economia e estatística da CDL Caxias, Mosár Leandro Ness, o bom resultado consolidou-se em virtude do movimento da Páscoa, que ocorreu ao final do mês. Quando os dados são comparados a março de 2017, os números também continuam muito positivos, apresentando crescimento de 4,41%.

“Não podemos mais atribuir essa evolução nos indicadores do comércio caxiense tão somente a comparação com uma base fraca, que é o caso de 2017. Agora já estamos tendo crescimento real dos indicadores. Novamente, volta-se a ter confiança de que o desempenho projetado até o final do ano seja atingido. O atual cenário econômico é diferente do ano passado e as expectativas apontam, de fato, para uma recuperação dos números. Além disso, um crescimento na renda, mesmo que suave, é esperado. Com isso, essa melhora financeira deverá contribuir para o incremento das vendas, tanto a nível nacional, quanto local”, afirma Mosár.

Inadimplência

 

O estoque de dívidas no mês de março apresentou um comportamento conforme o esperado. Houve uma expansão de 6,2%, quando os números são comparados ao mesmo mês do ano anterior (março/2017). Em 2018 o estoque de dívidas cresceu 25,52% e em doze meses o crescimento foi de 192,60%. Quando comparado ao mesmo período do ano anterior é observado uma variação mensal de 1,54%.

As inclusões de CPFs ao SPC Brasil também aumentaram em 2,58% em relação ao mesmo período do ano passado (março/2017). Também houve acréscimo de 0,37% em relação ao mês anterior (fevereiro/2018).

“Como podemos observar o ano de 2018 apresenta um comportamento mais agudo para a inadimplência do que o ano de 2017. Cabe destacar que estamos iniciando uma recuperação. Todavia, para os inadimplentes, os efeitos da retomada ainda irão demorar um pouco para acontecer”, comenta o assessor.

 

Empregos

 

A evolução das contratações em Caxias do Sul durante o mês de março revelou um saldo positivo da ordem de 337 vagas. Em doze meses também houve um acúmulo positivo de 1.066. Por outro lado, quando os dados são observados a longo prazo, é possível observar que a taxa de desemprego vem demonstrando uma melhora nos últimos meses. As quedas constantes denotam uma recuperação no quadro.

O setor que mais foi atingido pela crise, a Indústria de Transformação, também vem se recuperando. No mês de março foi registrado um saldo de 309 contratações. No ano já são 2.468. No acumulado de doze meses o saldo agora é positivo, com 1.495 vagas.

Já o comércio apresentou um saldo negativo de contratações, foram -78 vagas. No ano, o saldo de contratações também é negativo, foram -193 vagas. No acumulado de 12 meses o cenário é semelhante. O comércio apresentou um saldo negativo de -151 vagas.

 

Ramo duro

 

No ramo duro a variação entre os meses de fevereiro e março de 2018 apresentou uma expansão de 16,54%. Em termos reais, descontada a inflação, foi percebida uma expansão de 8,12% nas vendas e no acumulado de doze meses observou-se um crescimento positivo de 12,43%.

 Em termos nominais o desempenho negativo ocorreu em apenas um segmento, Material elétrico (-3,90%). Já os demais segmentos apresentaram desempenho positivo. Assim temos: Informática e Telefonia (11,68%); Automóveis, Caminhões e Autopeças novas (24,89%); Óticas, Joalherias e Relojoarias (11,01%); Material de Construção (3,78%); Eletrodomésticos, Móveis e Bazar (9,93%) e Implementos Agrícolas (12,64%).

 

Ramo mole

 

Em relação ao ramo mole a variação entre fevereiro e março de 2018 apresentou desempenho negativo de 19,53% contra o saldo positivo de 15,41% do mês anterior (fevereiro/20118). Em termos reais, descontada a inflação, a variação sob o mesmo período do ano anterior (março/2017) foi também de saldo negativo de 5,27% e no acumulado de doze meses temos uma queda de -7,04%. “Observa-se aqui um movimento errático dessa série histórica, com movimentos alternados. Uma provável razão pode seria que o efeito clima ainda não tenha se manifestado de forma incisiva, o que tem levado os consumidores a adiarem suas compras de vestuário”, explica Mosár.

 De outro lado, o efeito volta as aulas já aconteceu. No ramo mole, o desempenho positivo ficou por conta de Vestuário, Calçados e Tecidos (13,86%) e Farmácia (15,37%). Já, os demais segmentos apresentaram movimento negativo. Produtos Químicos (-0,56%); Livraria, Papelaria e Brinquedos (-63,06%). Ainda conforme o assessor de economia e estatística da CDL Caxias, embora o ramo ainda oscile em comportamento, pode-se afirmar que existe uma tendência de recuperação.

 

Baixe o Termômetro atual aqui

« Voltar para novidades

Rua Sinimbu, 1415 - Palácio do Comércio
Centro - Caxias do Sul - RS

Ligue para 0800.7044.242
[email protected]

Horário de atendimento de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h
Balcão de atendimento do SPC de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h

Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias do Sul
XNEO Soluções para e-commerce
Mural de avisos
Mural de avisos