Destaques CDL
Fique por dentro da CDL Caxias

– Enviado em 02/07/2018

Maio encerra com alta de quase 3% no comércio de Caxias do Sul

Bom desempenho aconteceu em virtude das vendas para Dia das Mães
 
O Termômetro de Vendas de maio de 2018 da CDL Caxias do Sul, foi apresentado nesta quinta-feira (28/06) à tarde, na CIC Caxias, e lançou as informações da economia do município durante este período. Os dados apresentados demonstram expansão no comércio caxiense de 2,96% em relação a abril de 2018, que apresentou uma queda de 6,53%. Todavia, em relação a maio de 2017, observa-se uma queda de 4,32%.
Conforme o assessor de economia e estatística da entidade, Mosár Leandro Ness, o resultado de maio mostrou-se singular em virtude das paralisações dos caminhoneiros, que atingiram todo o Brasil. “Nos primeiros quinze dias do mês, período que compreendeu a data alusiva ao Dia das Mães, as vendas foram boas e com um valor de ticket médio conforme o esperado. Contudo, na segunda metade de maio, houve uma retração significativa das mesmas. O efeito da paralisação dos transportadores, logrou a derrubada das vendas a patamares negativos. Estamos percebendo que o mercado caxiense vem andando de lado, um efeito que não é exclusividade local, mas transborda tanto para o nível estadual quanto nacional. Não podemos nos enganar, a tanto falada recuperação da economia ainda está longe de se concretizar de forma plena. O que resta aos agentes econômicos é aguardar a definição do cenário político. Esse, espera-se que desate o nó e crie um cenário de expectativas que incentive a retomada dos investimentos e do crescimento econômico”.
 
Inadimplência
 
O estoque de dívidas no mês de maio apresentou um comportamento conforme o esperado, já que o mesmo apresentou expansão de 1,99%, quando os números são comparados ao mês anterior (abril/2018). Em 2018 o estoque de dívidas cresceu 35,07% e em doze meses o crescimento foi de 140,21%. Quando os dados de maio são comparados ao mesmo período do ano anterior (maio/2017) é observado uma variação mensal de 22,45%. Um dos prováveis motivos para o aumento do estoque de dívidas, pode estar relacionado ao baixo volume do índice de atividade econômica que ainda não demonstra uma retomada de forma consolidada, explica Mosár.
As inclusões de CPFs no SPC também aumentaram em 2,31% em relação ao mesmo período do ano passado (maio/2017) e apresentaram expansão de 0,11% em relação ao mês anterior (abril/2018). 

Empregos
 
A evolução das contratações em Caxias do Sul durante o mês de maio revelou um saldo positivo na ordem de 742 novas vagas. Em doze meses também houve um acúmulo positivo de 2.734. Com isso, é possível perceber uma queda constante no número de desempregados no município, o que demonstra uma recuperação no quadro.
A Indústria de Transformação também vem se recuperando. No mês de maio foi registrado um saldo de 504 novas contratações. Em 2018 são 3.629. O comércio também apresentou um saldo positivo de contratações, foram 325 vagas, ou seja, após o ajuste sazonal de final de ano, Caxias do Sul apresenta uma acomodação no quadro de trabalhadores. No ano, o saldo de contratações também evoluiu para o positivo, foram 16 vagas a mais. Já no acumulado de doze meses do comércio o cenário modifica-se, passando para um saldo negativo de 41 vagas.

Ramo duro
 
No ramo duro a variação entre os meses de abril e maio de 2018 apresentou uma expansão de 3,64%. Em termos reais, descontada a inflação, foi percebida uma expansão nas vendas de 5,79% e no acumulado de doze meses observou-se um crescimento positivo de 11,57%.
 Em termos nominais, o desempenho negativo ocorreu em alguns segmentos: Informática e Telefonia (2,91%); Material de Construção (3,68%); Eletrodomésticos, Móveis e Bazar (1,98%). Já nas demais áreas do ramo houve desempenho positivo: Automóveis, Caminhões e Autopeças Novas (0,73%); Óticas, Joalherias e Relojoarias (10,47%); Material Elétrico (9,55%); e Implementos Agrícolas (16,41%).
 
 Ramo mole
 
Em relação ao ramo mole, a variação entre abril e maio de 2018 apresentou também desempenho positivo de 0,50%, contra o saldo negativo de 7,14% do mês anterior (abril/2018). Já, em termos reais, descontada a inflação, a variação sob o mesmo período do ano anterior (maio/2017) apresentou saldo negativo de 3,59% e no acumulado de doze meses também houve uma diminuição de 4,85%, número inferior ao mês de abril de 2018, que demonstrou alta de 8,33%.  
 Todavia, no ramo mole, houve desempenho positivo no setor de Vestuário, Calçados e Tecidos (8,64%); Farmácia (6,69%). Já nas demais áreas do ramo, não houve expansão: Produtos Químicos (15,39%); Livraria, Papelaria e Brinquedos (12,62%). Ainda conforme o assessor de economia e estatística da CDL Caxias, o movimento errático tanto da série, quanto dos segmentos, reforça a tese de que a economia caxiense ainda não venceu por completo a fase de estagnação vivida anteriormente.

 

Baixe o relatório na íntegra aqui

« Voltar para novidades

Rua Sinimbu, 1415 - Palácio do Comércio
Centro - Caxias do Sul - RS

Ligue para 0800.7044.242
[email protected]

Horário de atendimento de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h
Balcão de atendimento do SPC de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h

Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias do Sul
XNEO Soluções para e-commerce