Destaques CDL
Fique por dentro da CDL Caxias

– Enviado em 24/05/2013

Debate com empresários e políticos discute alternativas contra a alta carga tributária

A ação integrou atividades da Campanha Mais Brasil, Menos Impostos da CDL Jovem de Caxias do Sul. O evento foi realizado no UCS Teatro com a presença do ex-governador Germano Rigotto.
O quadro preocupante de altos impostos e a estrutura complexa do sistema tributário brasileiro pautaram o debate realizado no UCS Teatro na noite desta quinta-feira (23). A iniciativa da CDL Jovem de Caxias do Sul, com apoio da CDL Jovem da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas do Rio Grande do Sul (FCDL-RS) faz parte das ações que marcam o Dia da Liberdade de Impostos. O ex-governador, Germano Rigotto, comentou que o Brasil tem um sistema tributário que empurra empresas para informalidade e causa evasão fiscal. "Se houvesse um sistema mais racional essa base se ampliava com um número maior de contribuintes. O Brasil precisa de três reformas: Política, Tributária e ainda o Pacto Federativo", disse. Rigotto lembrou ainda que a Substituição Tributária foi criada em cima de bebidas, cigarro e combustível, só que ao longo dos anos, os Estados jogaram o sistema de cobrança para tudo e, hoje, traz sérias preocupações principalmente para pequenas empresas do Rio Grande do Sul. "O maior problema é a perda das vantagens que foram conquistadas para empresas do Simples. As micro e pequenas empresas estão pagando caro e é preciso recuperar esses benefícios. É preciso uma ação do Governo Federal em cima desse problema", defendeu.
O Delegado da Receita Estadual de Caxias do Sul, Luiz Carlos Gomes da Fonseca comentou sobre a necessidade de mais transparência com relação ao que o governo arrecada e como gasta os valores em impostos. "Tenho esperança e acho que o caminho deve passar mais pela coletividade do que pela individualidade. Mesmo com todas as dificuldades do serviço público as coisas funcionam", disse.
O presidente da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Caxias do Sul, Carlos Heinen, desabafou: "queremos apenas que os governos façam coisas simples e todos sabem que isso não acontece. São gastos estúpidos e mal feitos que o Congresso Nacional continua fazendo. Hoje se me perguntassem se eu cometeria algum crime eu responderia que seria o de sonegação, porque a vida toda me sonegaram serviços, saúde e educação" exemplificou.
O especialista em Direito Tributário, Zulmar Neves, manifestou preocupação com o cenário atual. "A carga tributária brasileira é alta e o pior é que não dá conta do chamado tripé que é formado por saúde, educação e segurança. O problema é a falta de devolução dos serviços pagos", declarou.
Desde o dia 21 de maio o varejo na cidade de Caxias do Sul está mobilizado em referência ao Dia da Liberdade de Impostos. O objetivo é chamar a atenção da sociedade sobre o impacto que o comércio sente com a alta carga tributária no país. Cartazes expostos nas vitrines mostraram o percentual pago em imposto no valor de diferentes produtos. Na quarta-feira (22/05) foi realizada reunião pública na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, com o tema "Mais Brasil, Menos Impostos". A Campanha do Dia Livre de Impostos contou com a participação das CDLs Jovem de Caxias do Sul, Farroupilha e São Sebastião do Caí. O Dia Livre de Impostos é lembrado no dia 25 de maio.

« Voltar para novidades

Rua Sinimbu, 1415 - Palácio do Comércio
Centro - Caxias do Sul - RS

Ligue para 0800.7044.242
[email protected]

Horário de atendimento de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h
Balcão de atendimento do SPC de segunda a sexta-feira: das 8h às 11h54min e das 13h06min às 18h

Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias do Sul
XNEO Soluções para e-commerce