Destaques CDL
Fique por dentro da CDL Caxias

– Enviado em 20/04/2020

Campanha ‘Caxias Tem Tudo e Precisa de Todos’ quer estimular o consumo local

“Esperamos sensibilizar os consumidores para que comprem no município. Estamos passando por um período de incertezas, de prejuízos que ultrapassam o aspecto econômico e atingem em cheio o coração das empresas. Os desafios são diários, tanto para os clientes como para o empresariado local. Então, por que não unir forças para passar por tudo isso de maneira mais forte?”.   

É com a premissa exemplificada pelo vice-presidente de Comunicação da CDL Caxias do Sul, Micael Canuto, que a entidade lança a campanha “Caxias Tem Tudo e Precisa de Todos”, ao encontro da flexibilização da abertura do comércio, autorizada em decretos publicados na noite desta quinta-feira (16) pelo Governo do Estado do Rio Grande do Sul e pela Prefeitura Municipal.

A mobilização é composta por materiais que serão divulgados em veículos de comunicação tradicional e também nas mídias digitais. O objetivo é reforçar para a população a importância de movimentar o comércio local. “Afinal, se Caxias do Sul se recupera, todos crescem juntos”, acredita Canuto.

Atualmente, há 19 mil lojas registradas na cidade. O setor é responsável pela geração de, aproximadamente, 28 mil empregos formais e representa 28% do PIB do munícipio, com faturamento anual de R$ 2,1 bilhões.   

“Justamente por isso, em meio a recessão econômica causada pelo coronavírus, é fundamental que a cadeia continue girando, mesmo que de forma reduzida, para que todos consigam manter suas fontes de renda e a economia não entre em colapso”, resume o vice-presidente de Comunicação.

Com a paralisação nesses 27 dias, R$ 97,2 milhões deixaram de ser arrecadados pelo comércio, segundo estimativas da CDL.

“Comprando em Caxias, o consumidor fica satisfeito em receber o produto de maneira mais rápida, fácil, segura e ainda auxilia a empresa local a movimentar seu estoque, o que faz a economia rodar internamente”, pontua Canuto.

Além da comunicação visual, “Caxias Tem Tudo e Precisa de Todos” tem continuidade através de outros desdobramentos. Os mais de 4,3 mil associados serão abastecidos com dicas e estratégias para atrair os clientes para as lojas e para os serviços. Também serão estimulados para o desenvolvimento de campanhas criativas e promoções, e orientados para a comercialização através das redes sociais, incluindo o WhatsApp, e até mesmo por plataformas de e-commerce já consolidadas.

Além disso, os empresários seguem sendo atualizados sobre os cuidados e protocolos de saúde divulgados pelos órgãos competentes. Já no blog da CDL Caxias os leitores podem buscar informações sobre os benefícios oferecidos pelo Governo Federal ao comércio, serviços e indústria de médio, grande e pequeno porte.

“Reinventar é a ordem do momento. Reinventar seus processos, suas estratégias de negócio, suas formas de vender e de comprar. As empresas de Caxias estão mudando. Precisamos agora que os consumidores olhem mais para o nosso município e mudem seus hábitos de consumo também”, argumenta Canuto

Retomada lenta, mas necessária

Dos 4,3 mil associados do setor de comércio e serviços da CDL Caxias, 69% (ou 2.961) são micro e pequenas empresas. Para o presidente da entidade, Renato S. Corso, a flexibilização da abertura do comércio em 50% está sendo comemorada, mesmo que de forma gradual. Ainda segundo o dirigente, isso será fundamental para dar fôlego, especialmente aos pequenos empreendimentos, que possuem uma reserva menor no fluxo de caixa e, consequentemente, um maior risco para demissões e encerramento de atividades. 


“Estamos muito preocupados com tudo que está acontecendo e cientes também que a retomada da economia será extremamente lenta. Deverá haver pouco movimento nos estabelecimentos e a normalização no atendimento de comércio e serviços pode levar, pelo menos, 30 dias. Por isso a importância de estarmos unidos por Caxias. A valorização dos negócios locais neste momento deve ser prioridade para os consumidores", acredita Corso.
 

O dirigente reforça, ainda, que a volta do atendimento do comércio deve ocorrer de forma consciente: “O retorno às atividades será com todos os cuidados exigidos pelos órgãos de saúde. Estamos orientando nossos associados a seguirem com extrema atenção todos os protocolos. Precisamos salvar vidas e também termos um olhar atento para a recuperação das empresas, com todos os cuidados possíveis que estão sendo tomados”.

A CDL segue orientando os associados para que eles busquem contato com os proprietários de seus imóveis para negociação de vencimentos.

“Estamos notando que, na maioria dos casos, há uma flexibilização para o pagamento de aluguel e condomínio dos estabelecimentos, seja através de parcelamento, prorrogação ou isenção. Esta sensibilização, sem dúvida, auxiliará o empreendedor nesta retomada. Precisamos ajudar uns aos outros”, aponta o presidente.

O que dizem os decretos publicados pelo Governo do RS e pela Prefeitura:       
- Foram autorizadas a abertura de estabelecimentos de comércio, shoppings (incluindo praças de alimentação), centro comerciais e galerias na proporção de 50% do seu quadro funcional, das 8h às 20h;       
- Caso a atividade comercial necessite de mais de um trabalhador ao mesmo tempo, deverá ser observada a distância mínima entre eles de dois metros;           
- Uso obrigatório de máscaras pelos funcionários e clientes, sendo proibida a entrada de consumidores sem a proteção. Os estabelecimentos ficam responsáveis pelo fornecimento das máscaras, nos casos das pessoas que não possuam;     
- Disponibilidade de álcool gel aos funcionários e clientes, e exigir que o consumidor passe ao entrar no estabelecimento e sempre que for manusear roupas ou produtos do mostruário;
- Obrigatoriedade de higiene frequente das mãos e limpeza de áreas e utensílios;          
- Ambientes ventilados e sistemas de ar condicionado limpos (filtros e dutos);    
- Redução da capacidade de circulação de pessoas dentro dos ambientes em 50%;        
- Atendimento preferencial e especial a idosos, hipertensos, diabéticos e gestantes, garantindo um fluxo ágil para que essas pessoas permaneçam o mínimo de tempo possível no interior da loja;   
- Manter fechado e impossibilitados de uso os provadores;           
- Proibição da prova de vestimentas em geral, acessórios, bijuterias, calçados, entre outros;
- Fica vedado a disponibilidade de mostruário disposto ao cliente para prova de produtos (batom, perfumes, bases, pós, sombras, cremes, entre outros);           
- Higienização de todos os produtos adquiridos pelos clientes, antes da entrega ao consumidor;
- Higienização de todos os produtos expostos em vitrine de forma frequente, recomendando-se a redução da exposição de produtos;         
- Colocar cartazes informativos, visíveis ao público, com informações e orientações sobre os cuidados;           
- Recomenda-se que o trabalhador não retorne às suas casas com o uniforme utilizado durante a prestação de serviço;     
- Locais destinados às refeições dos trabalhadores deverão ser utilizados com 1/3 da capacidade por uso.      

IMAGEM
Legenda:
Campanha da CDL, “Caxias Tem Tudo e Precisa de Todos”, será lançada nesta sexta-feira (17)         
Arte: Agência Quadrante

Compartilhe:

« Voltar para novidades

Rua Sinimbu, 1415 - Palácio do Comércio
Centro - Caxias do Sul - RS

Ligue para 0800.7044.242
[email protected]

Horário de atendimento de segunda a sexta-feira: das 8h às 18h não fechamos ao meio-dia.
BALCÃO DE ATENDIMENTO DO SPC DE SEGUNDA A SEXTA-FEIRA: DAS 8:00 ÀS 18:00 sem fechar ao meio-dia.

Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias do Sul
XNEO Soluções para e-commerce